sexta-feira, 11 de agosto de 2017


Não morras da idade, sem teres dias de loucura, numa aventura de uma viagem a dois.
Na convergência de vontades somos sempre o que sentimos, e se alguém for louco contigo, divide o destino.
Nunca nada é tarde demais numa espécie em extinção, onde felicidade reside em coisas simples. Ao lado de quem preenche e acrescenta de quem renova a vontade de amar, ao lado de alguém que te estende a mão e tem tempo. E no propósito um do outro deixa a pele sorrir e assegura a afeição.
Acredita...Se quem amas não te quer, vai haver sempre alguém
Que cuida de ti... e te quer bem.
Mas não te guardes, no rasgar da mente.
Porque quando sorrimos, tudo se torna mais leve.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

No calor do momento...





No prolongamento dos beijos, cedemos ao cansaço. A luz apaga-se e os corpos enrolam-se como se fossem um só. Tocam de leve os lábios no ombro e a escuridão não deixa revelar o sorriso subtil.  O som da respiração, o toque da pele, o apelo à segurança para evitar a queda, as voltas e mais voltas na constante procura do contacto.  Acordar com vontade de te mergulhar num mar de beijinhos.  Acordar e perceber-te diferente!!!

quarta-feira, 17 de maio de 2017

É sempre bom...






Entregar-me nos teus braços e sentir que conheces e reconheces o meu corpo. Sabes de cor todos os pedaços de pele, sabes de onde vão surgir as gargalhadas e os gritinhos. Não preciso de ter medo dos lugares para onde me levas, porque tenho a certeza que me vais abraçar com força. Sussurro-te ao ouvido sentimentos intensos, que sinto bem dentro de mim, mas que não me levam para lugares de vazio total. Confio naquilo que sinto, acredito no que o teu leve sorriso me diz e relaxo no teu olhar. Revejo o teu rosto com a ponta dos meus dedos e identifico-te!!!

quarta-feira, 26 de abril de 2017



Sou de paixões loucas e carnais. Sou de abraços fortes e beijos apaixonados. Sou de riscos e de aventuras inconsequentes. Sou de palavras escritas e ditas no calor dos momentos ou de palavras pensadas e muito sentidas. Sou de entrega total até ao meu limite, até ao teu limite.  Não sou de birras, nem de mãos na anca no que à intimidade diz respeito. Sou de pés assentes na terra e de gestos contidos e controlados. Não sou de grandes desesperos e de cabelos arrancados.  Não preciso de grandes ramos de flores, de anéis com pedras preciosas ou sem elas. Não sou de grandes jantares, frascos de perfume, viagens ou camas gigantes nos hotéis.   Sou de gestos simples, de gargalhadas, de olhares que falam mais do que as palavras, de abraços que sufocam, de desejo, de tesão, de alegria... sou de viver momentos que sejam aproveitados e relembrados com carinho.  Desculpa se te desiludi, mas não sou de dramas!!!

quinta-feira, 13 de abril de 2017

13 de Abril, dia do beijo





Existem muitas formas de beijar… e todas com significados diferentes… gosto particularmente daquele beijo genuíno, dado sem pensar, numa doce cumplicidade… há quem diga que representa carinho… eu considero-o uma melodiosa paixão da alma…

sexta-feira, 24 de março de 2017

A entrega do encontro é mágica…





… é o momento da reunião, do enlace, do amor… é quando duas pessoas querem que aconteça o mimo… na descoberta do outro… no pormenor que resulta prazer, entrega, união… é o sorriso da cumplicidade… o clímax da paixão feliz…