segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Foi assim...



Que me viste chegar
De copo na mão pronta a ser servida
O vinho foi só o aquecimento
De repente havia roupa espalhada pelo chão
Lençóis transpirados
Cabelos arrancados
Gemidos que ecoavam no quarto daquele que ficou o nosso lugar
Repetimos vezes sem conta, como se não houvesse amanhã...
E para "nós" não houve...

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Encaixe perfeito



A forma como nos encaixamos não é física nem, tão pouco é reveladora de qualquer disponibilidade para a acrobacia… 
Resulta, isso sim, de actos de mimo, de desejos de proximidade, de calor e afectuosidade, de pele e magia… 
São entregas de amor,  momentos de felicidade, juras intemporais,  estima em veludo, ligações de ternura,  meiguice de paixão…

terça-feira, 19 de junho de 2018

Intimidades



Achas que intimo foi tocares-me o corpo?
Não...
Intimo foi tocares-me a alma...
Essa foi a maior intimidade que te dei.


@rt

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Na voz do poeta



Quando me deito contigo
respiro apenas pela pele.
E digo-te tudo
sem uma única palavra.
                                                                                                                                

                                                                                                                               * Joaquim Pessoa*


quinta-feira, 7 de junho de 2018

Vamos a factos!!




Vamos aos factos...porque os argumentos esses já não me interessam...
Uma mulher não pertence a um homem, ele é que a torna sua...ela é sua quando a pensa, quando a deseja, quando a quer...ela é sua, quando toda a sua pele a reclama, quando todo o seu coração a guarda...quando a sua alma a chama...
Ela é verdadeiramente sua quando em mil, ela o escolhe a ele para lhe chamar de Amor...
A pertença não vem da lógica vem da inquietude que só o amor conhece!
 
 
@rt
 



sábado, 26 de maio de 2018

Amanhã vou esquecer-me de ti...


Do teu cheiro, do teu sabor
Das tuas mãos hábeis, do poder que elas têm sobre os meus seios
Da tua língua a  descobrir o meu corpo.
Do teu corpo a pressionar o meu contra a parede fria,
da água quente a entrar nas bocas entreabertas de prazer.
Da perfeita junção das almas, do momento em
que me levavas do céu ao inferno em segundos.
Dos sussurros, dos gemidos, do climax.

Amanhã vou esquecer-me de ti... porque hoje...
Hoje ainda não consigo!